Sábado, 26 de Fevereiro de 2005

O concerto das chuvas dezembrinas no algerós da casa cor-se-rosa - 1

cat-rain.jpg 

 

 

Prédios antigos sorriem estremunhados
na rua amanhecida.
Os gatos nas vidraças
alagam as distâncias de líquidas dormências.
Talvez que um barco naufragado
rasgue uma onda
no infinito arco-irisado dum telhado.
Na mágica visão
da serra a abrir-se em luz de um sol nocturno
os pássaros aflitos
recolhem-se nos tufos das heras maternais
que se esgueiram errantes
nos espaços inesperados das névoas matinais.

 

                    29 de Dezembro. 1994

 

Maria Almeira Medina, Sem Moldura, Edição da Câmara Municipal de Sintra, 1996

tags:
publicado por arcadajade às 23:23
link do post | comentar
correio da arca

espólio da arca

sobre mim

tags

todas as tags

RSS

moon phases