Domingo, 3 de Setembro de 2006

daquela vez que a gata entrou

 

daquela vez que a gata entrou pelo
café (vinda de mais um passeio pelos
vasos dos telhados) ouviu-se a queda
de um prato sobre a pedra da cozinha

 

 

 

enquanto um velho tossia vendo as
nuvens chegar. agora sempre que a gata
experimenta o meu regaço (vinda do
seu monólogo pelo tijolo dos telhados)

 

 

 

e não se escuta o eco de um prato
a partir (nem a mesa do lado tosse
uma constipação) faz-se o encanto

 

 

 

imperfeito (digo à gata para sair)
peço-lhe que fique à espera do sinal
da sua deixa

 

 

 

João Luís Barreto Guimarães, Este Lado Para Cima, Limiar, Porto, 1994

 

publicado por arcadajade às 23:29
link do post
correio da arca

espólio da arca

sobre mim

tags

todas as tags

RSS

moon phases