Quinta-feira, 14 de Julho de 2005

Perdeu-se lindo gato


Image hosted by Photobucket.com
foto de Pedro Câmara

 

Perdeu-se lindo gato,
ou, melhor dizendo,
perdeu-se (o autor destas linhas)
da própria essência de gato que prevalecia para além
da felpuda diversidade de raças,
temperamentos
e fisionomias felinas.
Perdeu-se (perdi)
aquela consciência universal do que é
"UM GATO",
o animal que Adão nomeou com sagacidade
inspirada por Javé,
aquilo, enfim,
que nos une na inamovível certeza
de que um gato é bicho meigo e mamífero,
e que um gato não acasala com okapis nem
pesca à linha.
Perdeu-se o conceito de gato que me prestava
serena e fiel companhia em húmidas tardes
de Novembro com migalhas de biscoito de canela
presas ao pêlo.
Resta-nos a tirania do acidente felino, do bravio e
indomável gato individual.
Esgueira-se por becos, prefere a sombra à luz.
Acaba neste momento de evitar uma motorizada que galgou
o passeio,
na zona das Janelas Verdes.

Alexandre Andrade, em umblogsobrekleist

publicado por arcadajade às 22:10
link do post | comentar
correio da arca

espólio da arca

sobre mim

tags

todas as tags

RSS

moon phases