Quinta-feira, 29 de Junho de 2006

à luz dos olhos do seu gato

Banville afirma que quando
a vela de Camões se apagava
o poeta continuava a escrever o poema
à luz dos olhos do seu gato.

 

Gaston Bachelard, epígrafe, Assinar a Pele, Antologia de Poesia Contemporânea sobre Gatos, Assírio & Alvim, Lisboa, 2001

publicado por arcadajade às 19:49
link do post
correio da arca

espólio da arca

sobre mim

tags

todas as tags

RSS

moon phases