Sábado, 9 de Junho de 2007

CIO

 

 

 

 

 

 

 

 

Escrever não é tudo. Há ainda o mundo e as rugas do mundo, o cheiro a peixe seco, os becos quase sempre povoados de lixo. Quando chegava a casa, espreguiçava-se lentamente e punha-se a pensar nisto. Pensava muito. Subia ao sofá e olhava lá para fora, nostálgico do que nunca fora. Até que adormecia, à espera de um novo cio que o libertasse dos desejos humanos.

 

Miguel Cardina



 

tags: ,
publicado por arcadajade às 19:24
link do post | comentar
Sábado, 27 de Novembro de 2004

Saudade

Era uma vez um gato que tinha um homem guardado dentro de uma caixa de sapatos. Quando o gato partia à aventura pelos telhados, o homem vingava a sua ansiedade em alpista e frutos secos. Um dia, o gato deixou a caixa aberta e o homem fugiu para sempre. Escravo da sua (in)dependência, o pobre humano lembrava-se todas as noites do sabor das cascas de pinhão, do som da pele a roçar no cartão prensado, dos pêlos do gato. É isto a saudade.

Miguel Cardina em O Olho do Girino

tags: ,
publicado por arcadajade às 22:00
link do post | comentar
correio da arca

espólio da arca

sobre mim

tags

todas as tags

RSS

moon phases